O CredifilEmpréstimosCartão de CréditoCréditoFinanciamentoRefin.Consórcios

Juros de crédito pessoal tem menor taxa histórica - 28/09/12

Com a queda de juros do crédito pessoal devido à melhoria dos indicadores econômicos e à redução da taxa básica de juros (Selic) pelo Banco Central, o número de empréstimos aumentou consideravelmente.


por Marco Henrique Torres

O crédito pessoal é um dos empréstimos mais requisitados para a maioria da população que atualmente enfrenta problemas reais financeiros ou para aqueles que desejam adquirir um imóvel, um carro, um bem.

Com a queda de juros do crédito pessoal devido à melhoria dos indicadores econômicos e à redução da taxa básica de juros (Selic) pelo Banco Central, o número de empréstimos aumentou consideravelmente, assim como as opções de crédito pessoal oferecidas pelos bancos e instituições financeiras.

A Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade apontou que os juros cobrados pelos empréstimos pessoais chegaram a seu patamar mais baixo no mês de agosto de toda a história aqui no Brasil e isso só vem a impulsionar aos requerentes que se sintam confortáveis em pedir o crédito pessoal.

Considerando essa queda nos juros e o cenário positivo para se requisitar um empréstimo pessoal é interessante que aqueles que desejam fazer uso dessa ferramenta façam uma pesquisa mais profunda sobre as vantagens de cada modalidade de empréstimo pessoal. Há modalidades como o cheque especial que demonstram uma diferença na taxas de juros de cerca de 40% entre um crédito pessoal e o cheque.

A variação de juros verificada pelo Procon no último mês comparou a taxa de um empréstimo e a taxa de cheque especial entre variadas instituições financeiras e o maior juro contratado em um crédito pessoal foi de 6,62%, com o do cheque especial chegando a 9,91%.


» Voltar

Outros Temas


Brasil