O CredifilEmpréstimosCartão de CréditoCréditoFinanciamentoRefin.Consórcios

Para quem tem crédito, trocar a dívida é opção - 30/04/2012

O consumidor pode se aproveitar da situação e procurar uma maneira melhor de pagar suas dívidas


por Marco Henrique Torres

As últimas semanas foram palco de uma série de cortes nas taxas de juros em diversas linhas de crédito, desde o crédito pessoal até o financiamento imobiliário. Com isso, o consumidor pode se aproveitar da situação e procurar uma maneira melhor de pagar suas dívidas. É uma boa época para quem tem dívidas com juros altos de baixar as parcelas que estão pagando. Em se falando de crédito de longo prazo, como um financiamento de imóvel por exemplo, a economia feita pode ser perdida em taxas de cartório e muitas vezes vale à pena renegociar com a própria instituição que emprestou.

Transferir uma dívida é simples: O cliente que tem uma dívida em determinado banco ou instituição financeira passa o saldo devedor a outra instituição que ofereça condições de pagamento melhores. O consumidor que tem um empréstimo deve entendê-lo como um produto que tem preço e pode ser mais barato em outra loja. Procurar uma nova fonte de crédito para conseguir melhores condições pode ser difícil, mas faz a diferença no longo prazo. Em muitos casos o próprio banco ou financeira que emprestou o dinheiro pode renegociar o contrato, quitando o contrato anterior.

O mercado tem revelado tendência de queda nas taxas de juros e vale esperar um pouco para escolher o que é melhor para o seu bolso. O fato é que a chance de diminuir o peso da dívida no seu cotidiano pode existir e comparar para encontrar o melhor crédito é o melhor passo a tomar.


» Voltar

Outros Temas


Brasil