O CredifilEmpréstimosCartão de CréditoCréditoFinanciamentoRefin.Consórcios

Endividamento em dezembro é menor em 2011 - 27/12/2011

Endividamento em 2011 está mais baixo que em 2010 e a dívida de cartão de crédito continua prevalecendo


por Marco Henrique Torres

A Fecomercio-SP (Federação do Comércio do Estado de São Paulo) divulgou dados que revelaram menor endividamento do paulistano em 2011 se comparado ao ano de 2010. Em 2011 o endividamento foi calculado em 41,3%, enquanto no ano passado o valor era de 45,7%. No entanto, se comparado com o mês passado (41%), o endividamento aumentou.

Segundo a análise da Fecomercio-SP, o endividamento está relativamente controlada e não há motivos para maiores preocupações. A mesma pesquisa mostrou que 10,7% das famílias afirmaram ter contas em atraso, mostrando aumento em relação ao mês anterior. Já em relação a dezembro de 2010, o índice foi 2,7 pontos percentuais mais baixo. Apenas 3,3% das famílias afirmaram não ter condições de pagar seus débitos.

Quando perguntados sobre o tipo de dívida que tinham, o cartão de crédito liderou, com 74,5% das indicações. O cartão de crédito é seguido por carnês (23%), financiamento de carro (12,6%), crédito pessoal (12%) e cheque especial (7,3%).

Consumidores com dívidas em geral não tem idéia de que podem economizar se mudarem o perfil de sua dívida. Por exemplo, o cartão de crédito é um dos produtos financeiros com juros mais altos oferecidos no mercado de empréstimos e financiamentos. Uma família pode trocar a dívida do cartão de crédito por uma dívida de crédito pessoal, produtos que em geral tem taxas mais baixas que as de cartão de crédito.
» Voltar

Outros Temas


Brasil